Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, paraíso matogrossense

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, paraíso matogrossense (foto: https://www.chapadaoffroad.com/cidade-de-pedras)

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é uma área natural do estado do Mato Grosso localizada nos municípios de Chapada dos Guimarães e Cuiabá. Fundado em 1989, o parque, que abrange mais de 32 mil hectares, objetiva proteger ecossistemas, fauna e flora locais, proporcionando educação ambiental a todos.

Por ser um parque nacional aberto à visitação, possui excelente infraestrutura para atender os visitantes, os quais podem conhecer diversas atrações. Há cachoeiras, trilhas, grutas e paisagens incríveis a serem conhecidas, que resultam em belas fotos. Uma recomendação importante é que o turista vá de roupas confortáveis e sapato fechado para se aventurar nesse paraíso do ecoturismo.

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (foto: https://www.trilhaseaventuras.com.br/3-atracoes-imperdiveis-no-parque-nacional-da-chapada-dos-guimaraes-mt/)

O que fazer no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães?

  • Cachoeira Véu de Noiva – um dos cartões postais do parque, a Cachoeira Véu de Noiva não recebe esse nome em vão. São 86 metros de queda d’água do Rio Coxipó, que podem ser admirados por meio de um mirante local. Além da queda formar uma imagem que remete ao véu utilizado por noivas, a cachoeira chama a atenção pelos paredões ao seu redor, que tornam o local ainda mais estonteante. Na entrada do parque, há avisos sobre revoadas de araras no local, sendo um espetáculo natural à parte.
  • Cidade de Pedras – outro ponto que deve ser visitado no parque, a Cidade de Pedras possui paredões com desníveis que podem chegar a mais de 300 metros de altura. Estes, os quais sofreram erosão principalmente por vento e chuva, foram estruturas rochosas em grandes quantidades, que aparentam-se a uma cidade de pedras. Vale a pena conhecer.
  • Circuito das Cachoeiras – um dos belos circuitos que podem ser realizados a pé no parque, o Circuito das Cachoeiras tem uma extensão de aproximadamente 8 km, os quais são concluídos por meio de uma caminhada que tem intensidade variável entre leve e moderada. Dentre os locais visitados, há 6 cachoeiras, algumas propícias para banho; além disso, há mirantes que permitem a melhor visualização das paisagens.

    Cachoeira Véu de Noiva (foto: https://trip4u.com.br/project/cuiaba/)
  • Morro São Jerônimo – um dos pontos mais altos do parque, com mais de 800 metros de altitude, o Morro São Jerônimo por meio de uma caminhada que conta com 16 km ida e volta. Para se chegar até lá, é necessário o acompanhamento de um guia. Também há a opção de fazer um acampamento rústico no local, mas é necessário reservar e ter bastante cuidado. Além disso, leve uma boa câmera para fotografar a paisagem que vale a caminhada.
  • Casa de Pedra – essa gruta de arenito tem história. Originalmente, conta-se que serviu de abrigo para homens da Coluna Prestes e escravos fugitivos. Atualmente, funciona como um abrigo de morcegos e outros animais da região. Vale a pena dar uma passada lá.
  • Birdwatching – também conhecido como “observação de pássaros”, ao longo das trilhas e dos passeios no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, o turista tem a oportunidade de apreciar diversas aves que habitam o local. Dentre elas, é bastante comum a observação de revoada de araras vermelhas e de outros belíssimos animais da fauna local.

Vale lembrar que o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães é um local de preservação de espécies, as quais devem ser respeitadas. Não se esqueça de aproveitar o local, e de levar água, protetor solar, chapéu, câmera e repelente. Aproveite o passeio!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.