Oiapoque, a cidade amapaense onde o Brasil começa

Oiapoque, a cidade amapaense onde o Brasil começa (foto: https://www.trt8.jus.br/noticias/2018/justica-do-trabalho-tem-semana-historica-no-amapa)

Oiapoque é uma cidade localizada no extremo norte do estado do Amapá, a 580 km da capital Macapá, bem na fronteira com a Guiana Francesa. Conhecida principalmente pela frase “do Oiapoque ao Chuí”, que significa em outras palavras, do norte ao sul, estas duas cidades têm uma distância de mais de 4 mil km entre elas.

Oiapoque (foto: https://www.folhadobico.com.br/pf-apura-desvios-de-medicamentos-e-testes-de-covid-19-em-oiapoque-no-amapa/)

Essa cidade amapaense não é uma cidade essencialmente turística, e conta com pouco mais de 22 mil habitantes; desse modo, a infraestrutura para receber os visitantes ainda pode ser melhorada; sendo assim, estes devem programar-se muito bem para conhecê-la da melhor forma possível. Confira um pouco mais sobre Oiapoque e planeje sua aventura para o extremo norte do Brasil.

Como chegar em Oiapoque?

Caso o visitante esteja vindo de Macapá, a melhor opção se dá através da BR-156, que liga as duas cidades. Todavia, para quem vem das demais regiões brasileiras, deve-se pegar um barco ou um avião para a capital do Amapá, e de lá pegar um carro até Oiapoque. Vale ressaltar que há voos diretos partindo de Brasília e de Belém para Macapá quase todos os dias.

O que fazer em Oiapoque?

  • Conhecer o Monumento à Pátria – ir a Oiapoque e não conhecer o monumento é algo que não pode acontecer. Isso porque ele marca a soberania territorial brasileira em relação à França, no caso, à Guiana Francesa. Desse modo, é lá que está escrita a célebre frase “Aqui começa o Brasil”. Vale a pena dar uma passada por lá para garantir uma foto.
  • Visitar o Mercado Central – para quem busca conhecer a cultura local, o Mercado Central é a melhor opção. Embora bem pequeno e com uma organização que deixa a desejar, conta com diversos produtos e frutos típicos da região norte. Além disso, por ser uma cidade muito influenciada pela cultura indígena da região, há a venda de produtos artesanais locais, que valem a visita ao mercado. Vale ressaltar que o preço pode ser bem elevado em razão da dificuldade de conseguir os produtos da capital.

    Parque Nacional do Cabo Orange (foto: https://www.oeco.org.br/blogs/salada-verde/27824-parque-nacional-do-cabo-orange-e-declarado-sitio-ramsar/)
  • Dar uma passada no porto da cidade – além de ser possível chegar à cidade por meio de transportes terrestres, é comum a chegada de visitantes por embarcações. Desse modo, o porto é o local onde estes desembarcam, além de algumas mercadorias a serem comercializadas na região.
  • Admirar o pôr do Sol no rio Oiapoque – a cidade é banhada pelo rio que leva seu nome, e que tem a margem oposta na Guiana Francesa. Aos fins de tarde, o sol se pondo no rio forma uma cena digna de ser registrada em belíssimas fotos. Além disso, nesse rio está a ponte binacional que liga o Brasil e a Guiana Francesa, bastante imponente e de arquitetura que chama atenção dos visitantes.
  • Passear pelo rio Oiapoque – além de ser um ótimo local para admirar o pôr do Sol, na cidade há a venda de passeios por esse belo rio, o qual apresenta diversas cachoeiras, além de comunidades indígenas.
  • Conhecer o Parque Nacional do Cabo Orange – também conhecida como a última porção de terra do norte do Brasil, essa unidade de conservação é ideal para quem busca um maior contato com a natureza. Na visita, que só pode ser realizada com guias credenciados, o visitante tem a oportunidade de conhecer diversos exemplares da fauna, como o Tamanduá-bandeira, e da flora locais. Vale a pena contratar um guia em Macapá e conhecer esse belo local.

Hotéis em Oiapoque

  • Hotel Mazagão – BR-156 – Telefone: (96) 3521-1191
  • Chalets Paradis – R. Azárias Neto, n°585 – Planalto
    Monumento À Pátria (foto: https://www.ferias.tur.br/fotogr/150036/oiapoque-ap-monumentoaquicomecaobrasil-fotoalankardec/oiapoque/)

    Telefone: +594 694 21 79 13

  • Chácara Du Rona – R. Pres. Vargas, 2
    Telefone: (96) 3521-2334 – http://www.chacaradurona.com/pt/home/
  • Hotel Oyapock – R. Honório Caetano da Silva, 417 – Centro
    Telefone: (96) 98124-6029
  • Hotel Floresta – R. Joaquim Caetano da Silva, 620
    Telefone: (96) 3521-1250
  • Hotel Amazonas – R. Joaquim Caetano da Silva, 520
    Telefone: (96) 3521-1132
  • Hotel Tropical – R. Lélio Silva, 554-748
    Telefone: (96) 3521-2098

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.