Bondinho do Pão de Açúcar, bela opção da capital fluminense

O Bondinho do Pão de Açúcar é uma das atrações mais famosas do Rio de Janeiro, cidade situada a 185 km de Juiz de Fora e a 156 km de Cabo Frio. Na prática, é um erro falar “bondinho”. Mas, por questões históricas e culturais, o teleférico que liga a Praia Vermelha ao Morro da Urca, e este ao Pão de Açúcar, foi apelidado de bondinho há alguns bons anos.

Bondinho do Pão de Açúcar (foto: https://catracalivre.com.br/viagem-livre/bondinho-pao-de-acucar-comemora-aniversario-de-sp-com-descontos/)

Inaugurado no início do século XX, em 1912, o bondinho do Pão de Açúcar foi o terceiro a existir no mundo; e foi considerado uma obra bastante audaciosa para o país. Esta, atualmente, é um dos maiores cartões postais da cidade, e, até mesmo do país; permitindo ao visitante ter uma das vistas mais bonitas da cidade maravilhosa. Que tal conhecer um pouco mais?

Como chegar?

Se você gosta de viajar e ter praticidade em suas viagens, talvez as melhores opções sejam por metrô ou ônibus. Por metrô, é necessário descer na Estação Botafogo e pegar o ônibus SP513 Urca. Já para quem vai somente de ônibus, há diversas linhas partindo de diversos pontos da cidade, e que levam até bem próximo do bondinho. Além disso, vale ressaltar ainda que existem as opções de utilizar aplicativos, ir de táxi, bicicleta, ou ainda alugar um carro. Isso vai de acordo com as preferências e possibilidades de cada turista.

Pão de Açúcar (foto: https://commons.wikimedia.org)

Ingressos

Por se tratar de um complexo, o Bondinho possui diversas atrações para os visitantes, as quais influenciam também no preço dos ingressos. Há o ingresso tradicional, que é utilizado por quem não é nascido ou residente no Rio de Janeiro; o ingresso Carioca Maravilha, para os habitantes da Grande Rio; o Tour Ecológico, que permite um melhor conhecimento da Mata Atlântica presente no Morro da Urca; e o Tour Histórico que leva os visitantes em uma viagem no tempo sobre a história do Bondinho e de alguns outros teleféricos, e que conta com algumas atrações especiais.

Vale ressaltar que os preços dos ingressos online são mais em conta; podendo sair pela metade do preço; e que há uma certa flexibilidade de datas. Além disso, há determinados grupos que se enquadram em meia entrada.

Estação Morro da Urca (foto: https://www.vemprafabrica.com.br/empresa/bondinho-pao-de-acucar/)

Visita ao Bondinho do Pão de Açúcar

O parque possui um horário de funcionamento bem legal, que é de 8h às 21h. Além disso, por ser um complexo, possui boa infraestrutura, com restaurantes e algumas lojinhas para quem gosta de levar lembrancinhas para casa. Mas, o que realmente chama a atenção é o passeio no teleférico, que é dividido em duas partes.

O primeiro trecho é feito da Praia Vermelha ao Morro da Urca; trajeto que possui mais de 500 metros de extensão, em uma vertical de 220 metros de altura. Ao chegar no Morro da Urca, o visitante tem a oportunidade de ter uma visão privilegiada da Baía de Guanabara, e também do Aterro. Lá também está localizado o bondinho original, e há até mesmo um heliponto para quem quiser se aventurar em um voo de helicóptero.

Depois de aproveitar a vista, tomar um café e tirar belas fotos, é hora de ir para o segundo trecho. Partindo do Morro da Urca, é necessário percorrer 750 metros até chegar ao Pão de Açúcar, que tem o dobro de tamanho do Morro da Urca. Desse modo, prepare-se para conhecer paisagens incríveis. Além do Cristo Redentor, o visitante pode visualizar Copacabana, o centro da cidade, a Pedra da Gávea, Niterói, e por aí vai. Por lá, também há opção de tomar um bom café para apreciar a belíssima vista. Não deixe de conhecer.

Vista do bondinho (foto: https://pt.wikipedia.org)

Relação Custo-Benefício

Há quem fique muito em dúvida em relação a ir ao Bondinho pelo fato de ser uma paisagem parecida com a que pode ser visualizada no Cristo Redentor; além do fato de que o passeio no bondinho tem um preço um pouco mais salgado. Todavia, é necessário levar em conta alguns outros fatores, tais como a lotação.

Isso porque o Cristo Redentor é bastante tumultuado, ao passo que no Bondinho o visitante tem espaço à vontade para tirar belíssimas fotos. Além disso, as paisagens vistas por quem vai no Bondinho são lindíssimas, principalmente se o turista for por volta do horário do pôr do Sol; e a parte histórica também é muito interessante. Desse modo, cabe a cada um planejar seu roteiro e encontrar a melhor opção que lhe atenda!

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.