Fenavinho 2022 será em junho, veja as atrações culturais do evento

A Fenavinho 2022 será realizada na cidade gaúcha de Bento Gonçalves, sendo que algumas atrações ocorrem em paralelo à Expobento, que recebe mais de 200 mil visitantes, que agitam a Serra Gaúcha.

Vinho Encanado Fenavinho 2022

Nesta atração, o centro da cidade protagoniza um momento icônico ao festejar a bebida dos Deuses com o Vinho Encanado, que faz parte da programação da Festa Nacional do Vinho. Ela retrata a nostalgia pelo retorno da iniciativa foi vivida pela comunidade bento-gonçalvense e pelos turistas em junho de 2019, quando a festividade foi retomada após um hiato de oito anos.

Ela celebra esse especial acontecimento com variada programação, que contará com shows com artistas locais, apresentações teatrais, exposição de produtos da agroindústria e de artesanato, gincana colonial, desfile de carros alegóricos – idealizado pelos próprios moradores do município e seus distritos – e farta gastronomia fazem parte da programação para animar os apreciadores da cultura local. O protagonista da festa garante seu lugar de destaque, ao ser disponibilizado no Centro da cidade, na Via del Vino.

Fenavinho 2022 (foto https://www.fenavinho.com.br/)

Desfile de carros alegóricos

Tal atração simboliza, ao lado do vinho encanado e da escolha da corte, o espírito de congraçamento comunitário tão presente na memória afetiva de quem viveu e vive a festa típica. Ao longo das ruas Marechal Floriano e Marechal Deodoro, no Centro de Bento Gonçalves, que desde as origens formaram o núcleo principal da cidade, circularão famílias representando as comunidades do interior, e recontar a saga dos imigrantes ao evocar hábitos e tradições da cultura local, em um emocionante resgate histórico, carregados de simbolismos por retratarem a própria história da cidade.

Vila Típica

Esta atração traz uma programação de resgate às origens, retratando o trabalho dos imigrantes italianos que trouxeram a cultura da vinha à cidade. Ambientada como se fosse um vilarejo dos tempos da imigração, ela integra áreas de gastronomia, agroindústria e, claro, de vinícolas, recriando ambientes de época e revitalizando expressões da cultura regional – em um espaço de cinco mil metros quadrados. Essa atmosfera é transmitida por meio de arquitetura, artesanato, hábitos e costumes, vinho, boa gastronomia, teatro, música, entre outras ações interativas com o público, sempre com a bela receptividade do trio de soberanas da festa, a Imperatriz do Vinho Bárbara Bortolini e as Damas de Honra Ana Paula Pastorello e Sandi Marina Corso.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.