Cambará do Sul RS, conhecida como a Terra dos Cânions

Cambará do Sul RS
Cambará do Sul RS (Foto: http://desviantes.com.br/o-que-fazer-em-cambara-do-sul-terra-dos-canions/)

Conheça Cambará do Sul – Terra dos Cânions

Cambará do Sul RS, conhecida como a Terra dos Cânions, localizada a 180 Km de Porto Alegre,  nos campos altos sulinos; a pequena cidade com pouco mais de 7 mil habitantes vem se destacando como um dos pontos turísticos mais procurados nos campos de cima da Serra Gaúcha.

O motivo para isso é a grande diversidade de atrações voltadas ao ecoturismo e ao turismo de aventura. Para os amantes de trekking, mountain bike, cavalgadas e aventuras em veículos com tração 4 x 4,  Cambará do Sul é destino certo.

Cambará do Sul RS (Foto: //desviantes.com.br/o-que-fazer-em-cambara-do-sul-terra-dos-canions/)

Isso sem falar na beleza dos cânions que cercam a cidade por todos os lados.  Em toda a região de Cambará do Sul e cidades adjacentes, há um total de 36 cânions formando o maior conjunto de cânions da América do Sul.

A cidade possui agências de viagens com guias muito atenciosos e preparados  que levam o turista em pontos estratégicos; à beira de enormes desfiladeiros, nos quais poderão se apreciados os belos paredões de rochas  com as marcas das camadas de lava vulcânica extravasada durante a separação dos continentes; além da bela cobertura vegetal que os acompanha.

O chamado turismo de contemplação é, sem dúvida, um grande atrativo dessa encantadora cidadezinha do Rio Grande do Sul.

O que fazer e apreciar em Cambará do Sul RS?

1- Parque Nacional de Amparados da Serra:
Encontra-se a 18 Km do centrinho da cidade e é  onde se localiza o cânion mais famoso da região: Itaimbezinho,  com incríveis 5,8 Km de extensão e paredões com altura de 700 metros. O acesso ao parque é pago.

2- Parque Nacional da Serra Geral: Localizado a 23 Km da cidade ( o acesso é pela RS-427); na divisa com Santa Catarina, o Parque Nacional da Serra Geral tem acesso gratuito. Por lá encontra-se mais uma bela atração da região: o cânion Fortaleza.

Uma trilha com aproximadamente 3 km de extensão (ida e volta) leva ao mirante do Fortaleza, de onde se tem uma visão quase íntegra do Parque. À frente um desfiladeiro com cerca de 7 Km de extensão e, no fundo, o charme do Rio da Pedra. Como o tempo no local muda a todo instante; é bastante comum as pessoas saírem com tempo aberto e chegarem ao mirante com muita neblina –  é o que os nativos chamam de viração. Parece que as nuvens brotam do interior do cânion.

Parque Nacional da Serra Geral RS (Foto: //www.extremos.com.br/artigos/AndreDib/090729-Pedalando-pelo-Parque-Nacional-da-Serra-Geral.asp)
Parque Nacional da Serra Geral RS (Foto: //www.extremos.com.br/artigos/AndreDib/090729-Pedalando-pelo-Parque-Nacional-da-Serra-Geral.asp)

Trilhas

3- Passeio de bike pelos cânions e campos: para quem gosta de uma “magrela”, há várias trilhas nos cânions e nos campos da região.

4-A trilha do Itaimbezinho inicia na Guarita da Gralha Azul (até aí as bicicletas são levadas em veículos)  e possui 13 km de extensão, margeando o cânion. São 3 horas de duração e o passeio pode ser feito de terça a domingo.

5-A trilha do Tio França tem 10 Km e leva o turista à Cachoeira do Tio França, com uma duração total de 3 horas. O passeio pelos belos campos de altitude pode ser feito diariamente.

6-A trilha das Águas é mais recomendada aos aventureiros e àqueles que têm um melhor preparo físico. São 40 Km de trilha e uma duração de 7 horas,  passando por rios e subindo vários morros em estrada de terra. Por essa trilha o turista chega à Cachoeira dos Venâncios e ao Lajeado da Margarida,  locais para contemplar a beleza da região.

7- Cavalgada pelos cânions: para que está na região, há opção de cavalgada com um percurso total de aproximadamente 25 km (incluindo trechos com asfalto e trechos em estrada de terra),  passando à beira do cânion Cambajuva, cânion da Pedra e cânion Pinheiro. Na vizinha cidade de São José dos Ausentes  há cavalgadas com duração de 3 a 7 dias, com hospedagem e pensão completa.

8- Caminhada aos cânions: para quem gosta de fazer uma boa caminhada; há trilhas para vista do Itaimbezinho e Fortaleza.
Como já comentada acima, para quem vai ao Itaimbezinho, corre o risco de chegar lá e o tempo estar todo fechado. Mas, ainda assim, vale a pena.

Com tempo aberto, na trilha dos Vértices, há um ponto para apreciar (e fotografar) a Cascata Andorinhas e, na trilha do Cotovelo,  o mirante geral do cânion oferece linda visão do horizonte e um convite à meditação.

O acesso é feito pela RS-494 e o passeio pode ser feito de terça a domingo. É cobrada uma pequena taxa para acesso ao parque.
Ainda no Itaimbezinho encontra-se a trilha do Boi, que atravessa o rio de mesmo nome. Suas águas são límpidas  e geladas. O acesso a essa trilha é feito a partir do Posto de Informações; na cidade de Praia Grande, já em Santa Catarina.
Já no cânion Fortaleza a trilha é mais irregular. A visão que se descortina ao chegar ao mirante é de tirar o fôlego. O acesso ao Cânion Fortaleza é pela RS-020, a partir de Cambará do Sul (23 Km) e a entrada é gratuita.
Para a caminhada use tênis confortável,  roupas adequadas (lembre-se de que no inverno faz muito frio na região) e não esqueça de levar água.

Se você gosta de fotografias, verifique se a máquina está com bateria carregada  e cartão de memória com bastante espaço disponível; você tirará muitas (e belas) fotos. Ah… antes de iniciar a caminhada, atente-se às orientações dos guias.

Parque Nacional da Serra Geral SC

Culinária Cambará do Sul RS

Quem visita Cambará do Sul  tem a oportunidade de saborear a deliciosa comida colonial e, claro, o churrasco na vala, característico do Rio Grande do Sul.

Na cidade há bons restaurantes e, ainda, há a opção de alimentação em muitas das fazendas do entorno da cidade nas quais o turista poderá se fartar da excelente gastronomia sulina ao som de pássaros. Tudo isso acompanhado, claro, de um bom vinho.

Dicas de Hotéis em Cambará do Sul RS

A cidade possui boas dicas de hotéis para seus visitantes escolherem a melhor estadia e aproveitarem das belezas naturais da região.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.