Caminho do Sabarabuçu, por entre as serras de Minas Gerais

Caminho do Sabarabuçu, por entre as serras de Minas Gerais (foto: https://pousadacassinocaete.com.br/serra-da-piedade-um-local-de-fe-e-natureza-exuberante/)

O Caminho do Sabarabuçu é o mais curto dentre os 4 caminhos existentes na Estrada Real, contando com 160 km de estradas de terra e trilhas. Localizado por entre a Serra da Piedade, esse caminho recebe esse nome em homenagem ao fato de os exploradores da época terem avistado algo muito brilhoso no topo da serra, acreditando então que era ouro. Ao chegarem lá, depararam-se com minério de ferro. Desse modo, atribuiu-se ao local o nome de Sabarabuçu, que significa “pedra grande que reluz”. Por ser um caminho relativamente curto, passa por poucos e belos distritos e cidades históricos, que valem a visita.

Caeté (foto: https://www.guiadoturismobrasil.com/cidade/MG/1066/caete)

Cidades Históricas do Caminho do Sabarabuçu

  • Cocais – o distrito da cidade de Barão de Cocais, situado a aproximadamente 100 km da capital Belo Horizonte, é um local extremamente aconchegante, a começar pelo seu tamanho, com cerca de 2 mil habitantes. Além das ruas e vielas característicos da época, Cocais conta com uma natureza exuberante ao seu redor, além de contar com diversos coqueiros, que dão o nome ao local. Lá, o visitante pode conhecer o centro histórico, a Igreja do Rosário e o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada, que é uma atração e tanto.
  • Caeté – localizada a 60 km da capital mineira, Caeté teve sua origem também no Ciclo do Ouro, e tem grande importância histórica não somente por isso, mas por ter sido palco de uma das guerras mais conhecidas do estado: a Guerra dos Emboabas. Além das igrejas da época da mineração, a cidade está bem aos pés da Serra da Piedade, sendo um local ideal para quem quer conhecê-la. Lá, também há diversos museus, como o Museu da Cachaça, o Pelourinho do Poder e belíssimas cachoeiras.

    Sabará (foto: https://www.tripadvisor.com.br/)
  • Sabará – conhecida como “terra da Jabuticaba“, Sabará é uma cidade da região metropolitana de Belo Horizonte que respira história. Em seu centro histórico, casarões, igrejas e diversas construções trazem o Ciclo do Ouro para o cotidiano do visitante; além disso, a cidade dispõe de diversos chafarizes que trazem um charme a Sabará, e o Museu do Ouro, que conta um pouco mais da história do Brasil e da cidade. Vale ressaltar ainda que Sabará é uma cidade que possui diversos festivais, dentre eles o Festival da Jabuticaba e o Festival do Ora-pro-Nobis. Vale a pena conhecer.
  • Glaura – conhecido também como Casa Branca, Glaura é um dos distritos da cidade mais importante do Ciclo do Ouro: Ouro Preto. Antigamente, funcionava como refúgio dos fazendeiros de Vila Rica e de São João del Rei; também foi palco, assim como Caeté, da Guerra dos Emboabas. Por ser um pequeno vilarejo, é o local ideal para quem busca fugir da rotina das grandes cidades, tendo o visitante a oportunidade de conhecer diversas fazendas da região. Além disso, como uma boa cidade mineira, a gastronomia local também chama atenção dos viajantes.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.