Centro Histórico de Manaus, a história da Paris dos trópicos

Centro Histórico de Manaus, a história da Paris dos trópicos (foto: Ângela Quinelato - www.passeios.org)

O centro histórico de Manaus, também conhecido como a região do centro de Manaus, é a região que se desenvolveu primeiro na capital Amazonense. Localizado próximo à região leste da cidade, o centro histórico é um dos locais que devem ser visitados em Manaus para que o visitante tenha melhor conhecimento de como se deu a história e o crescimento da cidade.

Teatro Amazonas (foto: Evandro Marques – www.passeios.org)

O desenvolvimento da capital do Amazonas se deu principalmente no final do século XIX, uma vez que essa época ficou conhecida como Ciclo da Borracha, no qual havia diversos barões da borracha que, ao explorarem trabalhadores para a extração do látex e posterior comercialização da borracha, enriqueceram e muito a cidade. Desse modo, foi erguido o que hoje é conhecido como Centro Histórico, que compreende diversas construções da época em que Manaus era conhecida como a Paris dos Trópicos, e que demonstram a grande riqueza existente na capital àquela época.

O que fazer no Centro Histórico de Manaus?

  • Teatro Amazonas – mais conhecido como um dos mais belos cartões postais da capital Amazonense, o Teatro Amazonas é uma casa de espetáculos construída no século XIX, que visava atender à demanda da alta sociedade da época por shows e por oportunidades de convivência com outras pessoas da elite. O Teatro recebeu inúmeras companhias de teatro internacionais, e atualmente funciona como um museu que também abriga diversos espetáculos que podem ser pagos ou gratuitos. Há visita guiada, que vale a pena ser feita. Endereço: Largo de São Sebastião – Centro.
  • Porto de Manaus – outro local que deve ser conhecido é o Porto da cidade, de onde partem diversos passeios para o Encontro das Águas, ou para cidades mais distantes, como Parintins. É um local de grande importância cultural e histórica para a cidade, que permite ao visitante ter um contato íntimo com a cultura local.

    Palácio da Justiça (foto: Ângela Quinelato – www.passeios.org)
  • Palácio da Justiça – erguido para funcionar como a sede do poder Judiciário do estado, exerceu essa função por cerca de cem anos. Atualmente, o local é um museu que abriga diversas peças originais de tribunais, além das salas onde ficavam os líderes da justiça do estado do Amazonas. Além disso, na visita guiada há exposição de alguns crimes que ocorreram na região, fazendo com que o visitante tenha acesso ao tribunal do júri. Assim como o Teatro Amazonas, só se pode entrar com  um guia do local. Vale a pena conhecer. Endereço: Av. Eduardo Ribeiro, 901 – Centro.
  • Palácio Rio Negro – outro cartão postal da cidade, o Palácio Rio Negro inicialmente foi utilizado como residência por um dos barões durante o Ciclo da Borracha, e atualmente é um espaço cultural da cidade, aberto à visitação, que permite ao visitante conhecer um pouco mais da história do estado e do município. Endereço: Av. Sete de Setembro, 1546 – Centro.
  • Palacete Provincial – o local, que também chama a atenção por sua arquitetura imponente, abriga 5 museus, incluindo o de Numismática, o de Imagem e de Som, e diversos outros, que possuem um grande acervo de peças. Vale a pena conhecer. Endereço: Praça Heliodoro Balbi, S/N – Centro.
  • Catedral Metropolitana de Manaus – a Igreja da Nossa Senhora da Conceição é outro local que deve ser visitado por quem busca conhecer um pouco mais da história Amazonense. O templo, localizado em frente ao Porto, chama a atenção não só pelo seu belo exterior, mas também por sua grandiosidade interior, que conta com um museu sacro com belas peças. Para os mais católicos, vale ressaltar que a Igreja foi visitada pelo Papa João Paulo II, e lá há registros desse momento histórico, o que a torna aind
    Catedral Metropolitana de Manaus (foto: Ângela Quinelato – www.passeios.org)

    a mais especial. Endereço: Praça Osvaldo Cruz, s/n – Centro.

  • Mercado Adolpho Lisboa – conhecido popularmente como Mercado Público de Manaus, é um local que vale a pena ser visitado por permitir que o visitante tenha contato com diversas frutas, pratos e artesanatos que podem não ser comuns de sua região de origem; além de ter uma beleza incomum em seu exterior, que chama a atenção dos visitantes. Além disso, há diversas lojinhas de lembrancinhas para aqueles que buscam levar alguns presentes de volta. Endereço: R. dos Barés – Centro histórico.

Recomendação Passeios.Org

Para se ter energia suficiente para conhecer todo o centro histórico a pé, que é a melhor opção tendo em vista o trânsito tumultuado dessa região, além da proximidade dos locais, é importante fazer uma refeição boa. Desse modo, em frente ao Teatro Amazonas, há a Tacacaria Amazônia, opção gastronômica que contempla os melhores pratos da região, com um preço bastante acessível. É possível conhecer diversos peixes, como o Pirarucu, além de pratos como a famosa tapioca de tucumã com queijo coalho e o delicioso Tacacá. Vale a pena conhecer. Instagram: @tacacariaamazonia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.