O que fazer em Manaus, cosmopolita capital Amazonense

O que fazer em Manaus, cosmopolita capital Amazonense (foto: Evandro Marques - www.passeios.org)

Manaus é a capital do estado do Amazonas, situada a aproximadamente 195 km de Novo Airão e a 128 km da capital amazonense das cachoeiras, Presidente Figueiredo.

Encontro das Águas (foto: Ângela Quinelato – www.passeios.org)

A cidade, que se desenvolveu principalmente no final do século XIX em razão do Ciclo da Borracha, no qual era comum a exploração de látex das seringueiras pra produção e posterior venda da borracha, à época foi chamada de Paris dos trópicos, em razão de sua grande influência mundial. Atualmente, Manaus é conhecida não somente por sua importância histórica, mas também por sua grande importância industrial, e principalmente, pelas belezas naturais que podem ser apreciadas lá.

Vale ressaltar que, além das diversas atrações que a cidade possui, a vida noturna é bastante agitada, seja ao redor do Centro Histórico, seja em Vieiralves, um dos bairros mais recomendados para quem busca agitação e boa comida nas noites.

O que fazer em Manaus?

  • Museu da Amazônia – conhecido popularmente como MUSA, o Jardim Botânico Adolpho Ducke é o tipo de parada obrigatória na capital do Amazonas. Além de possuir diversas trilhas que levam ao borboletário, fungário, serpentário e outras atrações, há uma delas que leva o visitante a uma torre de observação de 42 metros altura, a qual permite a visualização de uma boa porção da bela Floresta Amazônica. Lá, além do visitante ter acesso a paisagens incríveis, há o contato com a fauna e flora locais, que já fazem a visita valer a pena. Recomenda-se utilizar calçado fechado para maior segurança do turista. Endereço: Av. Margarita (antiga Uirapuru), s/n
    Vista Torre de Observação MUSA (foto: Ângela Quinelato – www.passeios.org)

    Cidade de Deus. Horário de funcionamento: segunda a segunda, exceto às quartas-feiras; de 8:30 às 17h, sendo que a bilheteria fecha às 16 horas.

  • Encontro das Águas – outro passeio obrigatório para quem vai a Manaus é o do Encontro das Águas, em que, utilizando-se uma embarcação que sai do Porto da cidade ou do Porto da Ceasa, pode-se chegar ao encontro dos rios Negro e Solimões, em um ponto em que os dois se tocam por 6 km, sem se misturarem. O contraste das águas escuras do Rio Negro com as águas barrentas do Rio Solimões é um espetáculo que deve ser conhecido.
  • Centro Histórico – ideal para quem busca conhecer a cidade mais a fundo, o Centro Histórico é o local onde Manaus começou a se desenvolver, sendo o local onde está localizado o Porto e diversos prédios de grande importância, como o Palácio da Justiça, o Palácio Rio Negro e a Catedral Metropolitana da cidade. Além disso, há diversas praças, mercados públicos e bons restaurantes que servem o melhor da gastronomia amazonense, recheada de tapiocas, peixes e tucumã. Ah, e a vida noturna de lá é bastante ativa também, com opções para todos os gostos.
  • Teatro Amazonas – um dos mais belos cartões postais da cidade, foi construído durante o Ciclo da Borracha para atender à demanda da alta sociedade da época. Foi responsável por abrigar diversas companhias internacionais de teatro, além de diversos espetáculos. Atualmente, é aberto ao público tanto para visitação, quanto para shows, os quais são, em sua maioria, gratuitos, de artistas locais ou nacionais. Endereço: Largo de São Sebastião – Centro. Horário de funcionamento: terça a sábado, de 9h às 17h; domingos de 9h às 14h.

    Praia de Ponta Negra (foto: Ângela Quinelato – www.passeios.org)
  • Museu do Seringal – um pouco mais distante de Manaus, o Museu do Seringal pode ser acessado através de embarcações que saem periodicamente da Marina do Davi, e que fazem o percurso em cerca de 30 minutos, a depender das paradas em comunidades da região. Chegando lá, o visitante tem acesso a um cenário de uma fazenda de extração de látex para produção de borracha e terá uma visita guiada por dentro das casas e na floresta, podendo realmente conhecer como era a vida do coronel e de seus trabalhadores. Vale a pena conhecer. Horário de funcionamento: De terça a domingo, das 9h às 16h; A última visita inicia às 15h.
  • Praias de água doce – Manaus é uma cidade banhada pelo imenso Rio Negro, o que faz com que suas praias sejam de águas doces. Dentre elas, há as praias da Lua e a de Ponta Negra. A praia da Lua pode ser visitada pegando-se uma embarcação na Marina do Davi, e possui areias brancas que em contraste com as águas negras, promovem uma paisagem de tirar o fôlego. Já a Praia de Ponta Negra, localizada no bairro nobre de mesmo nome, é uma praia com boa infraestrutura de quiosques, restaurantes e bares, ideal para a prática de caminhadas e de esportes como peteca. Um dos programas mais recomendados é assistir o pôr do Sol na Ponta Negra, um dos mai belos espetáculos da natureza.

Hotéis em Manaus

A capital amazonense dispõe de boa infraestrutura hoteleira para atender seus visitantes.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.