Como se alimentar bem e barato enquanto estiver viajando

Quem gosta de turistar por aí precisa aprender como se alimentar viajando sem gastar muito dinheiro e, claro, sem precisar recorrer a alimentos não-tão-saudáveis-assim. É claro que, por enquanto, ainda estamos de quarentena e não dá para viajar. No entanto, a expectativa é que a situação mude em alguns meses e possamos voltar a turistas por aí com tranquilidade.

Enquanto esse sonhado momento não chega, vamos aprender a seguir como se alimentar viajando sem gastar muito dinheiro e com saúde!

Conheça os lugares em que os locais comem

Se você visitar a cidade do Porto, em Portugal, provavelmente vai querer tomar um café da manhã ou um lanche da tarde no famoso Majestic Café. O café, que fica na famosa Rua de Santa Catarina, é um ponto turístico próprio da cidade do Porto, graças à sua arquitetura incrível, importância histórica e comida que, de fato, é muito boa.

No entanto, o preço dos pratos pedidos no Majestic Café fica um pouco acima da média não só da Rua de Santa Catarina (que já é um lugar turístico), como também da cidade no geral.

Uns 100 metros acima da Rua de Santa Catarina, na Rua da Alegria, existem várias padarias que servem um café da manhã da melhor qualidade, com pão torrado, café e até mesmo as famosas “sandes” (sanduíches de queijo com presunto) por um valor que chega a ser um décimo do que se paga no Majestic.

A diferença é que quem come no lugar mais famoso são turistas, enquanto os locais conhecem os melhores pontos para se alimentar. Claro que isso não é um texto contra o Majestic Café em específico e nem contra comer em lugares famosos. Pelo contrário: o lugar é maravilhoso e vale a visita.

Isso é apenas um exemplo de como se alimentar viajando: comendo nos mesmo lugares que os locais. Afinal, eles vivem por lá e conhecem os principais lugares com boa comida e bom preço.

Planeje como se alimentar viajando antes mesmo de ir

Antes de você fazer as malas para viajar, vai precisar colocar no papel exatamente quantas refeições você terá no seu destino. Basicamente, é preciso contar 3 grandes refeições (café da manhã, almoço e jantar) por dia, além de alguns lanches no meio dos passeios.

Por isso, vale a pena começar a planejar como se alimentar viajando com bastante antecedência para não ceder às tentações do fast food, que costuma ser mais caro e não-saudável, embora prático e rápido.

Uma maneira fácil de resolver a questão é considerar se há padarias próximas do seu hotel e qual o custo médio do café da manhã por lá. Se o custo for superior ao custo do café da manhã integrado a estadia no hotel, então vale a pena fazer essa refeição no hotel mesmo (que tem mais opções, especialmente as saudáveis).

Além disso, explore o poder da Internet e confira os sites que reúnem os cardápios dos restaurantes da cidade que você pretende visitar. Eles ajudam a planejar os custos das suas refeições, de modo a evitar pagar muito.

Pegue um hotel que fica próximo de mercados e quitandas

Uma dica de ouro para quem busca saber como se alimentar viajando sem gastar muito e sem desviar da saúde é pegar um hotel que fique próximo de um supermercado ou de uma quitanda.

Isso porque é possível comprar comida ali para fazer no quarto do hotel mesmo, o que sai muito mais barato e nutritivo. Se você puder alugar um daqueles apartamentos de temporada, como do AirBnB, por exemplo, melhor ainda, já que eles vêm equipados com tudo para cozinhar.

Caso não seja possível, é possível cozinhar de maneira aceitável em um quarto de hotel, caso você tenha os equipamentos certos.

Um hotel com chaleira, por exemplo, oferece a água quente que ajuda a cozinhar legumes e vegetais no vapor.

Claro que você não terá todas as opções do mundo (não dá para fazer um arroz, por exemplo), mas dá para se virar. O melhor mesmo é um quarto ou apartamento com cozinha. O gasto extra nessa opção compensa muito na sua alimentação.

Conheça os aplicativos de delivery locais

Quem disse que você não pode se alimentar bem e de maneira saudável em um delivery? É claro que dá. Por isso, essa é uma arma importante para você quando for viajar, especialmente porque o delivery costuma ser mais barato por não ser algo “para turistas”.

Por isso, é importante saber quais são os aplicativos mais usados no seu destino. Na América do Sul, por exemplo, o Rappi Delivery costuma ser a melhor opção. Na Europa, o Glovo tem bastante destaque. O Uber Eats é o mais popular nos EUA.

Aprenda qual é o melhor aplicativo para o seu destino e peça uma comida boa e saudável por ele!

E aí, aprendeu como se alimentar viajando sem precisar gastar uma fortuna e ainda comendo coisas saudáveis? Então não esqueça de deixar um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.