Parque Nacional das Emas, bela opção de ecoturismo em Goiás

O Parque Nacional das Emas é uma importante área de conservação do estado de Goiás, que abrange as cidades de Mineiros, Chapadão do Céu e Costa Rica. Localizado no sudoeste do estado esse parque é de grande importância para a manutenção da biodiversidade do cerrado local; além de ser uma excelente opção de ecoturismo no estado, voltado não somente para lazer, mas também para educação ambiental.

Com aproximadamente 354 km de trilhas (é, bastante coisa); e uma área de 132 mil hectares, o local abriga em torno de 800 espécies animais e 200 espécies vegetais. Mas, não se apavore: existem outros modos de realizar essas trilhas sem ser a pé. Além de ciclismo, há a opção de realizar um safári, e também há opções aquáticas, que são imperdíveis. Que tal conhecer um pouco mais desse belo parque, e começar a planejar seu passeio?

Parque Nacional das Emas (foto: http://numatur.com.br/especiais/viagem-goias/parque-nacional-das-emas/)

Como chegar?

Existem variadas maneiras de se chegar ao Parque Nacional das Emas, sendo cada uma delas pelas diferentes cidades abrangidas pelo parque. Desse modo, caso o visitante opte por ir até Mineiros, a cidade se localiza a 426 km de Goiânia; e, partindo do centro, são cerca de 88 km até o portão do Jacuba. Já para quem opta por Chapadão do Céu, são 378 km partindo de Campo Grande, e, chegando em Chapadão, são cerca de 30 km até o portão do parque. Por fim, para quem sai de Costa Rica, localizada a 329 km de Campo Grande, o acesso se dá pelo portão Bandeira.

Parque Nacional das Emas (foto: https://catracalivre.com.br/rede/parque-nacional-das-emas-reabre-em-goias-confira-atracoes/)

O que fazer no Parque Nacional das Emas?

  • Fazer um safári – se você pensava que safári só existia na savana africana, reveja seus conceitos! Isso porque no parque há essa excelente opção de passeio, que pode ter até 8 horas de duração, e que leva o visitante a conhecer praticamente o parque todo. Além de ser guiado, é menos cansativo, e o turista também tem a opção de descer do carro para ver mais de perto alguns exemplares da fauna e flora locais. Vale muito a pena fazer esse passeio.
  • Praticar o Ciclismo – outro ponto bem legal do parque é que nos portões de Bandeira e Jacuba, há a opção de bicicletas a serem alugadas para passear por entre as trilhas. Mas, obviamente, o visitante pode utilizar sua própria bicicleta, caso se sinta mais à vontade. Além de ser um passeio que garante mais autonomia, dá até para queimar algumas calorias.
  • Passear de bote – caso você não seja tão adepto a trilhas, e prefira opções aquáticas, por lá também existe essa opção. O passeio de bote, por exemplo, dura 2 horas em meio ao rio Formoso, e há até mesmo a opção de realizar um mergulho por lá para conhecer a fauna do local.
Rio Formoso (foto: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/53)
  • Se aventurar no Boia Cross – se o que você curte é um pouco mais de adrenalina, adicione essa opção no seu roteiro. Em um passeio pelo rio Formoso, com duração de 40 minutos, o visitante se aventura em uma boia por um local onde há maior correnteza, e, consequentemente, maior adrenalina.
  • Apreciar a fauna e flora locais – por ser uma área de conservação, diversas espécies podem ser encontradas por lá, e isso é um dos pontos que mais fascina os visitantes. Além de corujas, falcões, araras, tamanduás-bandeira, antas, dentre outros animais; também é possível conhecer o animal que dá nome ao parque. Ah, e de vez em quando, pode-se encontrar uma sucuri na beira da estrada para dar aquele gostinho de aventura.

Mas, lembre-se: para aproveitar efetivamente seu passeio pelo parque, leve uma garrafa d’água, roupas e calçados confortáveis, uma boa câmera, e recolha seu lixo gerado por lá. Faça um excelente passeio!

Parque Nacional das Emas (foto: https://queromochilar.com.br/parque-nacional-das-emas-go/)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.