Parque Nacional do Pico da Neblina, maravilha amazonense

Parque Nacional do Pico da Neblina, maravilha amazonense (foto: https://varamato.com.br/funai-aprova-visitacao-ao-pico-da-neblina/)

O Parque Nacional do Pico da Neblina é um parque localizado no estado do Amazonas, na fronteira com a Venezuela, na cidade de São Gabriel da Cachoeira. Essa área florestal, como o próprio nome já diz, é o local onde está situado o Pico da Neblina, o ponto mais alto do Brasil, situado a cerca de 2995 metros de altitude. Além dele, nesse parque também está o Pico 31 de Março, o segundo mais alto ponto do país, com 2975 metros.

Como chegar no Pico da Neblina?

Pico da Neblina (foto: https://www.melhoresdestinos.com.br/parque-nacional-pico-da-neblina.html)

Não é só a subida no Pico que é uma aventura. O passeio começa a partir de Manaus, capital amazonense, de onde partem embarcações às sextas-feiras rumo a São Gabriel da Cachoeira, um trajeto que é feito em aproximadamente 4 dias pelos 1200 km através do Rio Negro. Chegando em São Gabriel da Cachoeira, tem início uma outra parte da aventura, que só pode ser feita em um carro 4×4. Essa estrada liga São Gabriel até Cucuí, que fica bem na fronteira com a Venezuela.

Logo após chegar em Cucuí, o viajante deve pegar uma voadeira, que é uma embarcação pequena e veloz, por meio dos rios Cauaburí e Tucano, durante cerca de 6 horas para se chegar à Boca do Tucano, que é de onde parte a trilha para o Pico. Depois dessa etapa, começa a parte realmente cansativa.

É necessário então, percorrer quase 36 km em meio à selva amazônica, o que no geral é feito em 4 dias de caminhada. Durante esse trajeto, há pontos para se montar acampamento, que funciona como uma base de apoio aos aventureiros. A partir do último ponto de acampamento, o trajeto até o Pico da Neblina é feito em 10 horas, ida e volta, o que indica que o turista deve sair bem cedo para fazer o percurso no mesmo dia.

Durante a subida, além da exaustiva caminhada com mochila nas costas, é preciso fazer uma escalada nos últimos metros, sendo necessário levar uma corda. Vale ressaltar que, por ser uma região onde chove muito, há bastante lama na trilha, além de neblina, o que faz com que os cuidados sejam redobrados. Todavia, ao se chegar ao cume, o turista, com o tempo aberto, tem uma vista privilegiada e pode sentir a emoção de encontrar a bandeira do Brasil que foi deixada pelo exército, marcando o ponto mais alto do país.

Pico da Neblina (foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Pico_da_Neblina_(FAB).jpg)

Turismo no Pico da Neblina

Para poder aproveitar a oportunidade de visitar esse belo cartão postal amazônico e brasileiro, o visitante deve entrar em contato com o Ibama, por se tratar de uma área dentro de um parque nacional. Além disso, é obrigatório que haja um guia credenciado na região, principalmente por ser um percurso de alto grau de dificuldade, com duração de vários dias. Também é importante que o viajante esteja bem equipado, com equipamentos de segurança, água, comida suficiente para os dias na selva, lanterna, barraca de acampamento, repelentes, roupas confortáveis e todos os itens essenciais a quem se aventura pela Amazônia.

Todavia, embora as dificuldades do percurso sejam grandes, as paisagens com as quais o turista terá contato são de tirar o fôlego, podendo ver animais típicos da Amazônia, como o boto cor-de-rosa, onças pintadas, tucanos e outros belos representantes da fauna; além de, claro, ter uma das experiências mais marcantes que um viajante pode ter.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.