Como planejar uma viagem para a Serra Catarinense

A Serra Catarinense tem muitas belezas para serem apreciadas. É por isso que turistas de todo o Brasil vão para lá. Com certeza é uma viagem ótima e muito proveitosa, se você se planejar certinho.

Um dos problemas desse destino é a imensa quantidade de locais para visitar. Embora seja um ponto positivo, são necessárias semanas para apreciar todas as atrações. Vale lembrar que a Serra Catarinense abriga 19 cidades, no total.

Portanto, é vital que seu planejamento inclua os pontos que você deseja — o que nem sempre é uma tarefa fácil.

Vamos dar algumas dicas sobre como planejar uma viagem para a Serra Catarinense!

1. Faça um check up antes da viagem

Antes de realizar qualquer viagem, seja nacional ou internacional, vale a pena realizar um check up antes de partir para a aventura. A razão disso é que, no caso de haver uma doença silenciosa, você pode tomar atitudes antes de embarcar.

Vale lembrar que nem todas as cidades brasileiras oferecem um bom atendimento médico, mesmo com convênio. Dessa forma, qualquer surpresa dessa natureza pode ser um evento realmente sério.

Além disso, se algum problema de saúde for detectado no check up, você evita uma péssima experiência para você e seus companheiros de viagem. Afinal, a maioria dos problemas de saúde podem ser controlados com facilidade — só não vale deixá-lo sem tratamento.

Um ótimo complemento para sua viagem é contratar um seguro viagem. Ele vai te cobrir em diversas situações negativas que podem acontecer, além dos problemas de saúde. Saiba mais acessando o site.

Serra Catarinense (foto: https://m.folha.uol.com.br/turismo/2016/05/1767723-menos-badalada-serra-catarinense-e-mais-emocionante-que-a-irma-gaucha.shtml)

 

2. Escolha os locais que pretende visitar

Como já foi mencionado, é provável que não seja possível visitar todos os pontos turísticos da Serra Catarinense, pensando em uma viagem de uma semana. Portanto, escolher os locais é fundamental para aproveitar ao máximo seu tempo de passeio.

Uma estratégia interessante é focar apenas em algumas cidades e seus respectivos pontos turísticos. Por sorte, a maioria dos municípios apresenta ótimas atrações, e algumas cidades ficam próximas entre si.

Só para exemplificar, vamos pensar em um roteiro de viagem de 3 dias pela Serra Catarinense. No caso, uma ótima opção é se hospedar em Urubici, e aproveitar tudo o que ela e São Joaquim têm a oferecer.

No caso, você pode conhecer, em apenas 3 dias de viagem:

  • Cascata Véu de Noiva;
  • Serra do Corvo Branco;
  • Morro da Igreja;
  • Vinícola Villa Francioni;
  • Mirante das Araucárias;
  • Cascata do Avencal;
  • Parque Eólico;
  • e muitas outras atrações.

3. Reserve sua hospedagem

Um passo fundamental para que sua viagem dê certo é reservar sua hospedagem com antecedência. Não caia na armadilha de encontrar um lugar enquanto estiver lá; pode ser que todos os hotéis fiquem lotados.

É importante levar em conta o meio de transporte que será usado para chegar à Serra Catarinense, assim como os locais que pretende visitar.

Na viagem hipotética proposta na seção anterior, a melhor escolha é se hospedar em Urubici. Uma boa parte das atrações fica na própria cidade.

4. Defina um meio de transporte

Se você mora no estado de Santa Catarina, ir de carro ou ônibus podem ser opções viáveis, dependendo da sua localização no estado. Porém, para a maioria dos casos será necessário utilizar o transporte aéreo, seguido de locação de carro privado.

Existem alguns aeroportos próximos da Serra Catarinense: um localizado em Florianópolis, e outros em Lages e Criciúma. As cidades estão bem servidas de terminais rodoviários, sendo possível chegar em 10 das 19 cidades de ônibus.

O mais recomendado é chegar em uma cidade e alugar um carro. Isso confere mais liberdade de locomoção por lá, permitindo aproveitar melhor o passeio.

Serra Catarinense (foto: https://pisa.tur.br/pacote/serra-catarinense-urubici-aventura-onde-o-brasil-e-mais-frio)

5. Leve um kit de remédios

Tenha em mente que estar em novos ambientes nem sempre é uma experiência agradável. Por não estarmos expostos a certos tipos de pólen ou condições climáticas, é normal que nosso corpo sinta desconforto.

É essencial levar antialérgico em sua mala de viagem. Um ataque de alergia, mesmo que moderado, pode atrapalhar sua experiência durante o passeio.

Da mesma forma, medicamentos para dor de cabeça, azias e demais do gênero não podem faltar em seu kit. O mesmo vale para remédios de uso contínuo e para alívio de dores.

Antes de sair de casa, faça um checklist com os remédios indispensáveis. Aliás, não se esqueça de consultar se estão ou não liberados para embarque no avião.

6. Coloque roupas de frio nas malas

Por último, mas não menos importante, devemos alertar para as baixas temperaturas que podem ocorrer na Serra Catarinense. A mínima histórica, que ocorreu em 1952, é de -14ºC.

Porém, a temperatura ambiente fica na casa dos 20 ~25 ºC, mas às vezes pode cair abaixo de zero — e até sofrer com geadas.

Verifique se no período da viagem fará frio. Se a previsão apontar que sim, se prepare com roupas e produtos para esse tipo de clima.

Se você gostou destas dicas de como planejar uma viagem para a Serra Catarinense, não deixe de compartilhar com seus amigos!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.