Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: o ecoturismo no estado de Goiás

5/5 - (1 vote)

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é uma área de conservação do cerrado no estado de Goiás, a 431 km de Goiânia e a 217 km de Formosa. Localizado entre os municípios de Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma, São João d’Aliança e Alto Paraíso de Goiás; o parque, que foi fundado em 1961, além de ser uma área de conservação, atua também como local para pesquisa, educação ambiental, e também como um dos principais pontos turísticos do estado.

Como já se pode imaginar, o local é ideal para quem busca paz, sossego, e um contato com a natureza inexplicável. Isso se deve ao fato de que, além de muitas trilhas legais, a área é recheada de cachoeiras e cânions de, literalmente, tirar o fôlego tanto dos turistas de primeira viagem, quanto dos mais experientes. Ah, e para não gerar confusões, é importante ressaltar que o parque está dentro da Chapada dos Veadeiros; de modo que existem atrações tanto dentro, quanto fora do parque, e que com certeza valem a visita.

Por isso, prepare as roupas mais confortáveis, os sapatos apropriados, um repelente, protetor, uma garrafa d’água e uma boa câmera, e confira algumas das atrações que não podem ficar de fora do seu roteiro para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros!

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (foto: https://csr.ufmg.br/fipcerrado/parque-nacional-da-chapada-dos-veadeiros/)

Como chegar?

A partir da capital goiana, são cerca de 430 km até a entrada do parque; sendo o melhor trajeto através da BR-414. Já para quem sai da capital federal, Brasília, são cerca de 260 km a serem percorridos através da BR-010; e essa também é a distância do aeroporto mais próximo do parque, que é o do Distrito Federal. Vale lembrar também que há uma taxa a ser paga na entrada do parque, que varia conforme alguns pontos, e que pode ser isenta em alguns casos.

O que fazer no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros?

  • Caminhar por entre as 4 trilhas principais – atualmente, o parque conta com quatro trilhas na área de visitação, as quais são:
  1. Trilha dos Cânions – com um percurso de cerca de 12 km ida e volta, é realizada em meio a uma trilha com muitas formações rochosas, embora o grau de dificuldade não seja muito alto. Por meio dela, como o nome sugere, o visitante é levado a 2 cânions impressionantes, que recompensam todo o esforço. A sinalização se dá por setas vermelhas.
  2. Trilha dos Saltos – ao longo de 11 km em um trajeto de ida e volta, o visitante tem a oportunidade fazer um trilha de grau relativamente alto, que pode levá-lo aos saltos e corredeiras. Além de mirantes, que permitem uma visão panorâmica e inesquecível da região, o turista pode até tomar um banho de cachoeira por lá. A sinalização é feita por setas amarelas.
  3. Trilha da Seriema – uma das trilhas mais leves do parque, conta com pouco mais de 800 metros de extensão, sendo sinalizada por setas azuis; e leva o trilheiro a conhecer o córrego rodoviarinha, no qual é possível se refrescar.
  4. Trilha das Sete Quedas – a trilha mais pesada do parque pode ser feita com acompanhamento e pode ser percorrida em três dias. Desse modo, é necessário acampar e ter bastante disposição para conhecê-la bem.
Cânions Chapada dos Veadeiros (foto: https://guia.melhoresdestinos.com.br/canions-e-cachoeira-das-cariocas-parque-nacional-da-chapada-dos-veadeiros-235-6403-l.html)
  • Conhecer o Vale da Lua – um dos locais que parecem ter sido esculpidos à mão, é banhado pelo Rio São Miguel, e abriga alguns poços e piscinas naturais que formam uma paisagem realmente incrível. Vale ressaltar que, embora seja um local em que é permitido o mergulho, na época das chuvas a atenção deve ser redobrada, pois o local se torna bastante perigoso. Mas, com cuidado, vale muito a pena conhecê-lo.
Vale da Lua (foto: https://www.descubraturismo.com.br/vale-da-lua-um-dos-maiores-misterios-da-chapada-dos-veadeiros/)
  • Visitar as Cachoeiras Almécegas I e II – situadas na Fazenda São Bento, no município de Alto Paraíso, podem ser acessadas por uma trilha de aproximadamente 800 metros. A queda I tem um comprimento de cerca de 45 metros de altura, e a II mede 8 metros. Em ambas, a paisagem formada é linda, e há a oportunidade de fazer um mergulho nas águas realmente geladas do poço.
Cachoeira Almécegas (foto: https://viagemeturismo.abril.com.br/atracao/cachoeira-almecegas/)
  • Refrescar-se na Cachoeira do Segredo – o nome já dá ao lugar um ar de mistério, e é esse um dos motivos que mais atraem visitantes ao local. A cachoeira, que conta com 100 metros de altura é simplesmente inigualável; e a trilha para se chegar ao local é considerada uma das mais belas da chapada, com piscinas naturais, e uma paisagem linda. Mas, é importante ressaltar que as águas da cachoeira são muito geladas, e há alerta para risco de hipotermia.
Cachoeira do Segredo (foto: https://www.guiachapadaveadeiros.com/cachoeira-segredo-guia-chapada-veadeiros-sao-jorge/)
  • Admirar a paisagem no Mirante da Janela – uma das vistas mais paradisíacas da região pode ser admirada através desse mirante, que permite a visualização dos saltos do Rio Preto. Vale ressaltar que a trilha tem um grau de dificuldade de médio a alto, e que há pequenas quedas d’água onde o turista pode se refrescar em meio ao calor da região.
Mirante da Janela (foto: https://www.rangoetrago.com.br/mirante-da-janela-e-cachoeira-do-abismo-parque-nacional-da-chapada-dos-veadeiros-goias/)
  • Conhecer a Cachoeira das Cariocas – outro ponto que vale a visita é essa cachoeira que parece ter sido feita à mão. Além de uma queda d’água linda, há piscinas naturais com diversas espécies de peixes, onde se pode nadar e tomar um bom banho. Ah, e a trilha para chegar até lá tem duração média de 2 horas.
Cachoeira das Cariocas (foto: https://acrosstheuniverse.blog.br/cachoeira-das-cariocas-chapada-dos-veadeiros/)
  • Apaixonar-se pela Cachoeira Santa Bárbara – localizada na cidade de Cavalcante, é sem sombra de dúvidas, a mais famosa do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Isso porque suas águas adquirem tons verdes e azuis que são inexplicáveis; ideais para contemplar, se refrescar, e tirar belíssimas fotos.
Cachoeira Santa Bárbara (foto: https://raizesdomundo.com/cachoeira-santa-barbara/)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.