Caminho Novo da Estrada Real, alternativa do transporte de ouro

Caminho Novo da Estrada Real, alternativa do transporte de ouro (foto: Evandro Marques - www.passeios.org)

O Caminho Novo da Estrada Real é o trajeto que foi aberto mais recentemente para o transporte do ouro das Minas Gerais aos portos do Rio de Janeiro. O percurso foi uma alternativa mais fácil e rápida, uma vez que, partindo de Ouro Preto, os minérios iam diretamente ao Rio de Janeiro ao invés de ir para Paraty.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos (foto: http://www.icmbio.gov.br/parnaserradosorgaos/galeria-imagens/category/1-paisagens.html)

Um pouco mais curto que o Caminho Velho, o Caminho Novo possui 515 km de extensão, sendo sua maioria constituída de estradas de terra. Por representar bem a época das bandeiras, atualmente é extremamente procurado pelos turistas que anseiam por conhecer diversas fazendas históricas, túneis e outras construções remetentes aos séculos XVIII e XIX. Além disso, às margens da estrada real, o visitante pode conhecer diversas atrações naturais da bela Mata Atlântica e do Cerrado.

Cidades Históricas do Caminho Novo da Estrada Real

  • Ouro Preto – assim como o Caminho Velho, o Caminho Novo tem início em Ouro Preto, principal foco das extrações de ouro no território mineiro. Conhecida internacionalmente por sua importância histórica, Ouro Preto chama a atenção por suas dezenas de igrejas decoradas em ouro, por suas ladeiras repletas de lojas de artesanato, de pedras preciosas e de chocolates artesanais que chamam a atenção de qualquer visitante. Além disso, a cidade é um dos locais mais recomendados para se provar a deliciosa comida mineira, repleta de doce de leite, feijoada, queijos e cachaça, além de doces caseiros, como a cocada.

    Petrópolis (foto: http://www.pousadamonteimperial.com.br/centro-historico?lightbox=dataItem-ivvbdq5n5
  • Lavras Novas – localizada pertinho de Ouro Preto, Lavras Novas é um pequeno vilarejo do século XVIII, que mantém até hoje suas construções históricas e suas ruas de pedra típicas da época. Por ser um local bem pequeno, é ideal para quem busca sossego. São diversos restaurantes, barzinhos aconchegantes, opções de trilhas, lojas de artesanato e esportes radicais que atraem visitantes de todos os tipos. Além disso, há o Parque Estadual do Itacolomi, ideal para os amantes da natureza e do turismo de aventura. Vale a pena conhecer.
  • Juiz de Fora – conhecida como “Manchester Mineira”, a cidade de Juiz de Fora localiza-se no coração da Zona da Mata de Minas Gerais, a 280 km de Belo Horizonte. Por ser um cidade relativamente grande, possui diversas atrações para seus visitantes, que incluem tanto opções históricas, como o Museu Mariano Procópio e o Mercado Municipal; opções ao ar livre, como o Morro do Cristo, que oferece visão privilegiada da cidade; mas também oferece opções mais modernas, como Shoppings e o Centro de Ciências da Universidade Federal de Juiz de Fora, que vale a visita.
  • Paraíba do Sul – localizada no Vale do Café, a 140 km do Rio de Janeiro, é uma cidade que surgiu em decorrência da produção cafeeira. Possui diversos museus e construções históricas que permitem uma visita ao passado; além disso, há o Trem da Estrada Real para os amantes da história, e a Pedra da Tocaia, ideal para aqueles que gostam de um pouco mais de aventura. Vale e pena experimentar o café local.

    Juiz de Fora (foto: Evandro Marques – www.passeios.org)
  • Petrópolis – conhecida como “Cidade Imperial”, Petrópolis está localizada na região serrana do Rio de Janeiro e é um encanto de cidade no meio da Mata Atlântica. Com diversas construções que remetem à estadia da família real na região, como o Museu Imperial e o Palácio de Cristal, além de opções de comércio, como a Rua Teresa, Petrópolis também chama a atenção por ser um destino de ecoturismo bastante procurado em razão do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e de inúmeros jardins e praças que lá existem. Vale a pena conhecer essa belíssima cidade.
  • Rio de Janeiro – conhecida internacionalmente como “Cidade Maravilhosa”, a metrópole é conhecida por suas belas praias, pelo famoso morro do Pão de Açúcar, pela belíssima estátua do Cristo Redentor, mas também por seu grande valor histórico. Dentre algumas atrações históricas que podem ser visitadas na capital fluminense, encontram-se o Centro Cultural Banco do Brasil, o Museu Nacional de Belas Artes, o Jardim Botânico, o Paço Imperial e o Cais do Valongo. Vale a pena conhecer a Cidade Maravilhosa e se encantar por ela.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.